Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Esperança. Canção da Esperança

por Mary P., em 01.05.15
Corações nossos faróis
Na noite desta batalha
Num refulgir de navalha
 Rasgai o véu aos heróis.   
 
As nuvens hão-de passar!
Penetra-as o sol da alma
Para além do próprio olhar.
E os medos de arrefecer
Espanta-os um peito calmo
À firmeza de vencer.
 
Os golpes de viva dor
Temperam a fé futura
Constante forjam o amor.
E as quedas não são fatais
Se a chama desta aventura
Em nós cresce ainda mais.
 
A luta nunca foi vã!
Os braços em liberdade
Levantam outro amanhã.
E os lábios dão a florir
Os hinos desta verdade:
É de acção nosso porvir.
 
 Arquimedes da Silva Santos
 

gageiro1.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Eça, meu querido Eça

por Mary P., em 19.02.15

Minha nossa, Mãe do Céu!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Andava eu a divagar pelas internets quando encontrei um excerto de um texto de seu nome "Nós estamos num Estado comparável à Grécia" do meu querido Eça datado de MIL-OITOCENTOS-E-SETENTA-E-DOIS (!!!!!!!!!!!!!!!!). Ora portanto há 143 anos. 143 anos, ok?

 

"Nós estamos num estado comparável, correlativo à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesmo abaixamento dos caracteres, mesma ladroagem pública, mesma agiotagem, mesma decadência de espírito, mesma administração grotesca de desleixo e de confusão. Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se quer falar de um país católico e que pela sua decadência progressiva poderá vir a ser riscado do mapa – citam-se ao par a Grécia e Portugal. Somente nós não temos como a Grécia uma história gloriosa, a honra de ter criado uma religião, uma literatura de modelo universal e o museu humano da beleza da arte."

 

Eça de Queiroz, Farpas (1872)

 

Incrível! Que homem genial! Já disse que este texto foi escrito há 143 anos? É que este é, tristemente, mais uma das suas fotografias da sociedade portuguesa do século XXI...

eça.jpg

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Portugal Portugal

por Mary P., em 22.11.14

Já ouvi: "Portugal já nem parece o mesmo. Vistos Gold e detenção de José Sócrates em duas semanas."

Já li: "Esquecer o Ébola com a Legionella, esquecer os Vistos Gold com a detenção de um Ex Primeiro Ministro."

 

socrates.jpg

E nós? Ouvir e calar? Assistir de camarote? Ou dar um murro na mesa e erradicar com todos os Cães que se acham donos e senhores do NOSSO PORTUGAL?

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mundial 2014 a quente

por Mary P., em 26.06.14

Não percebi a teimosia do Paulo Bento. Não percebi, como não percebo nunca, o que se escreve e se diz nos media nestas alturas. Não percebo a prestação da Comitiva Portuguesa. Não percebi a atmosfera criada à volta do Cristiano. Ok. É o melhor jogador do mundo. E não é todos os dias se recebe o melhor jogador do mundo. Mas chega a ser ridículo o desespero. O Cristiano não precisa disso. Ele dá numa de durão. Mas claro que o afecta. Ninguém aguenta tamanha pressão! E depois somos nós, portugueses, que o elevamos à qualidade de Deus, depositando nele a esperança e a responsabilidade de levar Portugal à vitória. Hello!! Portugal não é Cristiano e mais dez. Portugal somos todos. Portugal é Cristiano, Raul, Beto, João, Silvestre, Paulo,..., eu, tu, nós. Temos sim que nos orgulhar por o melhor jogador do mundo representar as mesmas cores que nós! Voltando às teimosias do Paulo Bento: não percebi a convocatória. Não percebi porque é que o Rui Patrício foi o guarda-redes titular quando tínhamos no banco o campeão europeu que fez uma temporada excelente. E por mais que queira não consigo deixar de pensar que se o Beto tivesse jogado contra a Alemanha e se tivesse defendido, como é seu hábito, aquele filho da mãe de penalti - a primeira peça a cair, tipo aqueles carreirinhos de peças de dominó, estão a ver? - talvez não estaríamos hoje a fazer as malas.Também não percebi o Postiga e o Hugo Almeida. O Quaresma e o Adrian. Não percebi porque é que o William não jogou logo de início do Mundial, mesmo sendo tido como uma das jovens esperanças da competição. Não percebi o Pepe. Não percebi as arbitragens. Não percebi a Merkl toda cheia de vida a festejar os golos (percebi, claro que percebi; ninguém gosta de perder, mas deixou-me cá uma celeuma que nem é bom de recordar). Não percebi atitudes da FIFA. Não percebi o comportamento do Governo Brasileiro nestes últimos anos. Este Mundial ficará para sempre manchado pelo sangue derramado por aqueles que defenderam os seus direitos e foram à rua lutar por um mundo melhor.

Muitos criticam o futebol. Eu acho fantástico. Surpreende-me a capacidade que este tipo de eventos tem em juntar as pessoas. Em uni-las. O hino cantado a uma só voz. Os abraços dados. Os gestos partilhados. Os sofrimentos divididos. Adoro a ideia de se reunir a nata da nata de cada país e todos voarem para um sítio e durante a competição serem eles os representantes orgulhosos do seu país. 

Por mim bania-se o conceito dos sponsors. Por mim havia Mundiais e Europeus todos os anos. 

O jogo acabou nem à cinco minutos. Portugal ficou de fora. Ficámos em terceiro no grupo. Muito, bastante longe das expectativas de todos. Ponho as minhas mãos no fogo de que agora vão dizer que somos todos uma merda, que com o Paulo Bento não vamos lá, que o Cristiano Ronaldo só joga no Real Madrid. Sem dúvida de que todos os que viajaram na camioneta que diz que "O passado é história, o futuro é vitória" têm muito para reflectir. Mas nós, portugueses, também temos que pensar na nossa atitude, no nosso estilo enquanto adepto. Tive a sorte de ver Portugal contra a Irlanda do Norte no Estádio do Dragão. E nós portugueses fomos do caraças! Não podemos é virar costas e desatar ao insulto quando as coisas não nos correm de feição.

 

Despeço-me na esperança de que até ao Euro2016 dediquemos todos um tempinho das nossas vidas ao nosso Portugal.

 

 

"Heróis do mar/Nobre povo/ Nação valente e imortal!/ Levantai hoje de novo/ o esplendor de Portugal!"

Autoria e outros dados (tags, etc)


Viagem

por Mary P., em 16.06.14

É o vento que me leva. 

O vento lusitano. 
É este sopro humano 
Universal 
Que enfuna a inquietação de Portugal. 
É esta fúria de loucura mansa 
Que tudo alcança 
Sem alcançar. 
Que vai de céu em céu, 
De mar em mar, 
Até nunca chegar. 
E esta tentação de me encontrar 
Mais rico de amargura 
Nas pausas da ventura 
De me procurar... 

Viagem de Miguel Torga, in 'Diário XII'

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


uma imagem vale mais do que mil palavras

por Mary P., em 16.06.14

 

 

já chega de mundial e futebol e cristiano e árbitros corruptos e lesionados e tristezaspor hoje. agora vou dedicar-me aos livros e às demências e às escalas e às avaliações iniciais e aos estudos de caso, que amanhã só conto comigo para me safar.

 

www.facebook.com/maryagnespoppins

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Já não é o primeiro Mundial nem o primeiro Europeu que tenho o prazer de viver. Já devia de estar calejada. O meu coração já devia de estar habituado a este ritmo. Mas não. É sempre como se fosse a primeira vez. São as bandeiras e os cachecois ao vento, é o hino, são os abraços aos desconhecidos nos momentos de alegria e de aperto.

E depois são as palavras do nosso Capitão: "Hoje, quando a nossa epopeia finalmente começar, seremos muito mais do que 10 milhões. Seremos ainda paixão, emoção, crença, determinação, perseverança. Seremos espírito de vitória. Seremos esperança. Todos juntos, de mãos dadas e corações unidos, a uma só voz. Porque, e parafraseando o Papa Francisco, ninguém vence sozinho, nem no campo nem na vida. Força Portugal!" 

O futebol pode ter muitos defeitos, mas tem a capacidade extraordinária de unir as pessoas!

SIGA PORTUGAL DO NOSSO CORAÇÃO! 

FORÇA CRIS, FÁBIO, PEPE, RUI, JOÃO P., BRUNO, RAUL, NANI, HUGO, MIGUEL E JOÃO M.

FORÇA PARA TODOS NÓS, ORGULHOSOS PORTUGUESES, QUE ESPALHADOS PELO MUNDO VAMOS APOIAR-VOS INCONDICIONALMENTE :)

 

www.facebook.com/maryagnespoppins

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em jeitos de não deixar passar este dia em branco aqui fica um vídeo que me enche de orgulho quando digo que sou portuguesa. Porque nós até podemos passar a imagem de 'boa-onda', mas quando se metem connosco ... O TUGA NÃO PERDOA! 

Como escreve o Vasco Palmeirim: "E que um dia se conte a história// como fez Luis Vaz de Camoes// A epopeia de 23 portugueses// que valiam por 10 milhões."

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D