Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




de coração partido

por Mary P., em 29.04.15

É de coração partido que vou ficar se este projecto avançar - A VANDOMA SER DESLOCALIZADA

Sem Título.png

 A ser aprovada que emoção terá encontrarmo-nos na sexta à noite no Piolho, irmos dançar para o Galerias, Rádio,... e os rapazes a dizerem:

- Vamos miúdas! Temos de ir! Se nos atrasarmos depois não temos lugar e os carros estão cheios!

E lá vamos nós. Encontrar lugar em São Lázaro. Distribuirmos entre todos a mercadoria (da boa!) e descermos. Descermos tudo aquilo que teremos que subir e descer vezes sem conta durante o dia. Que emoção terá a arte que tivemos que desenvolver durante anos e anos para conseguirmos equilibrar a mercadoria (da boa!) em exposição? Que emoção terá as nossas pseudo-escorregadelas? Pior: QUE EMOÇÃO TERÁ ACOMPANHAR O NASCER DO DIA NUMA RUA PLANA QUALQUER SEM O RIO DOURO, AS PONTES E GAIA DO OUTRO LADO? Que emoção terá não poder ir de manhã à casa-de-banho do Café do Sr. Manuel e dar duas de letra com ele? 

E a emoção que foi a primeira vez que fomos e darmos com as Fontainhas e perceber onde é que podíamos ou não ficar! (Nesse dia éramos verdadeiros extraterrestres. Mas depois era de abraço com os nossos vizinhos!)

Na Vandoma fui genuinamente feliz! Na Vandoma um "cliente" deu-me um livro todo o xpto sobre o corpo humano quando lhe expliquei que estava a estudar Enfermagem e que tinha adorado Anatomia. Na Vandoma aprimorei as minhas técnicas de comunicação. Mary Poppins, a Relações Pública do nosso estaminé. Na Vandoma vendi uma impressora, que sabia que não estava nas melhores condições, a um médico do Saint John, com quem tomei o célebre café das 7h30 este ano - e só me passava pela cabeça: "Conto/Não conto? Pergunto pela impressora/Não pergunto?", mas decidi não arriscar e ouvir atentamente o que ele tinha para contar. Na Vandoma aprofundei amizades. Na Vandoma fiz amizades. 

Éramos dos primeiros a chegar e dos últimos a sair. A partir das 11h30 era a Happy Hour e por vezes era quando se faziam os melhores negócios.

Na Vandoma falei em Português, Espanhol e Inglês. Ousei no Francês e cantei em Espanhol perante possíveis clientes Italianos. A Vandoma já se tornou num ponto turístico. Sem margem para dúvidas.

Quem vai para a Vandoma à partida já sabe com o que contar. Como tudo na vida tem coisas boas, muito boas, menos boas e más. O que é preciso é bom-senso e discernimento. Não penso que é por se mudar de sítio que o ambiente, tanto o positivo como o negativo, irá mudar. 

Agora será muito difícil bater o encanto das Fontainhas!

149760_4253692868498_1767510281_n.jpg

 (um dos muitos dos nossos estaminés)

Autoria e outros dados (tags, etc)


está a sair mais uma dúvida #3

por Mary P., em 19.02.15

Não é que tenha qualquer valor científico, mas há uma questão que não me sai da cabeça e que gostava que fosse esclarecida. Aqui vai ela:

 

- Existe algum lisboeta, alfacinha de gema, que seja do Maior-Clube-do-Mundo?

tumblr_mjuyfegaLl1r8e1a3o1_500.jpg

fcp.png

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Meu Porto. Meu coração.

por Mary P., em 12.02.15

10672366_10202129951370174_1761958524725047447_n.j

 

- C'a grizoooooo. Só faltava chover agora! Ó morcom, trouxeste o chuço? 

- 'Tá caladinho e anda lá comigo ao Progresso. Tomas um cimbalino, que aqueces logo!

Enquanto se dirigiam para Carlos Alberto:

- Fui eu que bebi uns finos a mais ou estou a ver um jeco em cima dos Leões?

- Ó moço, tu põe-te fino, que se continuas a abacalhar vem aí o moina e depois era um "vê se te havias".

- Pois sim! Isso vai no Batalha!

- Estás como o aço, não haja dúvida!

- E tu andas mesmo a precisar de começar a bergar a mola porque isto de fazer Nestum não está funcionar, meu menino!

- Ó vai-me à loja, meu!

- E mais um aviso, meu menino: Quando chegarmos nem penses em começar a mandar postas de pescada, que eu ponho-me logo a dar de frosques! Zero paciências para gajos que têm a mania que são totil fixes.

- Ó... bai-me à loja, moço!

Finalmente chegaram ao café. O mais velho estica o braço e para toda a casa ouvir:

- Ó da casa, não se importa?

- Pash...

- Qué-que foi? Não comeces tu? Todo engravatadinho, todo aprumadinho. Respira fundo, moço! Parece que engoliu uma cruzeta e que já não consegues vergar a mola!

- E tu? De sapatilhas de mola, mesmo à azeiteiro!

- Continuas e já não vais para casa de cu tremido! 

- DOIS FINOS SE FAZ FAVOR!

- Mais alguma coisa?

- Sim: ponha-se na alheta e VIVA O PORTO, CARAGO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na noite de São João 

Vai pr'a rua e faz a festa

Lembra-te que no Porto

Não há noite como esta

 

Autor desconhecido

Autoria e outros dados (tags, etc)

Não consegui resistir. Encontrei esta carta aberta a Paulo Fonseca e não consegui não deixar de partilhar aqui. Trata-se da nossa essência, de quem nós somos.

 
De um adepto para o Fonseca, in "Bibó Porto, carago!!" 
 
"Não consigo virar-te as costas. Virar as costas agora, neste mês decisivo era virar as costas a mim. Não o faço. Estou lá, estou contigo. Espero que definitivamente estejas comigo e com o Porto. Não te escondas na trincheira. Não batas palmas em vão. Berra! Insulta tu também! Sai dessa barba arranjada e desse cabelo lambidinho. 
Quero ver-te a dar murros no banco quando as coisas não correm bem, quero-te ver na linha a berrar com o Danilo, quero-te ver a dar cabeçadas numa bola por ti imaginada, quero-te ver de joelhos na relva a festejar os nossos golos! E quero-te fazer isto tudo não porque tem que ser, não por ser PRAXE (hoje em dia tão em voga), não porque queres segurar o teu salário, quero-te ver a fazer isto porque sentes o clube. Sentes a cidade. Sentes os adeptos. Nós somos os piores adeptos, sócios, "berdadeiros"... o que quiserem chamar! 
 
Nós somos aqueles que não sabem perder, e meu amigo, o nosso conceito de perder, engloba o empate. Mas por outro lado, garanto-te. Em nenhum outro clube terás o que tens à tua mão para vencer. Por isso, GANHA! Hoje, desculpas para o insucesso? Não as quero ouvir! O Paulinho Santos nunca foi um Xavi ou Iniesta naquele meio campo, o Jorge Costa nunca foi um Alessandro Nesta e o João Pinto nunca foi candidato ao onze ideal da FIFA!!! Neste momento, eu quero lá saber se o plantel é fraco, se o Jacskon faz golos de "outro mundo". 
 
Quero que venças, com golos à "Pena" com golos à "Domingos". Com magia de (tri)velas ou poemas de naus catrinetas... se o triângulo é invertido ou a fazer o pino, o que eu quero é GANHAR. Em Maio, diz-me que estava enganado quando ontem duvidei. Em Maio, dá-me uma bofetada de luva branca. Mas essencialmente, em Maio... dá-me o campeonato! Se em Maio o caneco não estiver nas Antas. No nosso museu. Emigra. Até lá, ou até haver um "basta". Estou contigo. Não estou feliz. Não estou contente. Não estou convencido. Mas estou contigo. 
 
Como qualquer jogador tem que estar. Como já disse, sou o número 12. Treina-me, motiva-me, faz-me acreditar que vale a pena correr contigo na defesa do clube. Tens este desafio... até 1 de Março. E podes estar descansado... não tenho clausula de rescisão."
!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)


INVICTA

por Mary P., em 24.01.14

Feita em Miguel Bombarda, nascida em Júlio Dinis.

Crescida na Torrinha com muito passeio dado pelos Clérigos, Baixa e Ribeira e outros tantos cantos e recantos.

Ensinada na Boavista.

A ser feliz no Marquês.

Não podia ter sido mais feliz!

 

E sou! Porque tenho a sorte de poder continuar nesta cidade tão linda, mágica e misteriosa, que é o meu Porto. A sua gente, na qual orgulhosamente me incluo, que tão sincera, hospitaleira e pura é. Vamos lá ver ... não consigo mesmo falar do meu Porto sem me emocionar. O Porto Sentido, nas palavras do Tê cantadas pelo Rui - uiiiiii. Choradeira pela certa. Porque podem dizer que o sol só brilha lá para baixo, mas sendo curta e grossa, bem ao nosso jeito, nós temos algo dentro de nós que nos faz brilhar. São os ares do nosso Porto que nos transmitem essa coisa - a História já acontecida. 

Venham cá um dia destes se quiserem ser um bocadinho mais felizes! Nos entretantos, aos Invictos e aos que não são, por favor passem por aqui - 

http://www.europeanbestdestinations.org/vote - e deixem o vosso voto. Porque Porto é Portugal e o Porto é um bocadinho de todos, TODOS nós!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D